Translate

Translate to Arabic Translate to Bulgarian Translate to Simplified Chinese Translate to Traditional Chinese Translate to Croatian Translate to Czech Translate to Danish TTranslate to Dutch Translate to English Translate to Finnish Translate to French Translate to German Translate to Greek Translate to Hindi Translate to Italian Translate to Japanese Translate to Korean Translate to Norwegian Translate to Polish Translate to Portuguese Translate to Romanian Translate to Russian Translate to Spanish Translate to Swedish

Cursos on line

17.8.09

logo cedo


Acordei, mas não abri os olhos, fiquei imóvel por um tempo até lembrar que dia da semana era. Será que deveria levantar com pressa ou poderia dormir por mais cinco minutos?


O sol incidia teimoso pelo vidro da janela, diretamente para o meu rosto, meus olhos ainda fechados, virei meu corpo para abraçar meu namorado e me proteger do sol. Meu braço caiu na cama, não o encontrou, havia um grande vazio ao meu lado, abri apenas um olho, ele não estava ali. Já estava virando costume acordar sozinha, lembrei dos tempos de solteira, quando acordava abraçada ao travesseiro e me despertava de um sonho bom.


Mas não era sonho, minha noite foi bem real e meu príncipe encantado não era um conto de fadas. Mas onde ele estava agora?


Espalhei-me na cama, na esperança de encontrar algum consolo naquela cama vazia. Nada.


Resolvi não ceder à preguiça e levantar, meu dia iria ser longo. Sentei na cama e fiquei ali por alguns segundos, tentando entrar em sintonia com o universo, todos os dias de manhã eu preciso de alguns minutos para sintonizar.


Ah sim, na noite anterior, meu namorado chegou tarde da noite, tivemos uma longa conversa. Eu reclamava de sua falta de tempo. Ele dizia que iria resolver esse problema. Mas eu estava sozinha novamente, mais um final de semana sozinha.


Havia combinado com alguns amigos de viajar. Coloquei as duas mãos no rosto tentando afastar minha solidão. Calcei os chinelos e fui ao banheiro. Precisava arrumar as malas da viagem ainda, acordei muito tarde.


Nem vi meu namorado saindo de casa, ultimamente ele tem saído sem dizer adeus. “Só faltou o dinheiro no criado-mudo” pensei, me ironizando.


Comecei escovando os dentes, lavei meu rosto: agora sim, estava acordada e podia pensar com mais clareza. Olhei no espelho, reparando as gotas escorrendo sobre meu rosto e pensando: “sozinha por sozinha, fico solteira” só me faltava coragem, gostava dele.


Peguei a toalha de rosto na mão, passei sobre a testa, nariz... ah, que cheiro bom! Era o cheiro dele, havia deixado na toalha mais cedo.


Meus pensamentos tristes saíram da cabeça, só o seu cheiro arrancou um belo sorriso dos meus lábios.




E você? O que te faz sorrir?

4 Comentários:

Shisuii disse...

Ultimamaente... só o travesseiro que abraço...


Shisuii

Atila disse...

Sabe yaya, ontem passei por algo semelhante. acordei, pensei: "Nossa Segunda Feira, estou quebrado" - Devido ao fds de mudança, então ao passar a mão ao lado descobri que a cama não estava alí hahahha.... c tem q ver a casa como esta linda.
Seja bem vinda, tenha muito suscesso e agora vai faltar uma mulher na equipe!

Sunshine disse...

Olá...quando vi o titulo da postagem ..fiquei curiosa..Li ,tentei sentir seu estado..e escutando uma música de fundo ...fez desse post uma cena imaginária de Cinema..Escute SUN KING/The BEATLES
Adorei o texto...

Um abraço

Sissym disse...

Puxa... as primeiras linhas até lembram meus dias as vezes. Sabe... vou dar uns beijos no meu travesseiro... tem o cheiro dele!
Bjs

Postar um comentário

Obrigado por dividir conosco seus Pensamentos

De onde vem os Pensadores

Direitos Autorais

Creative Commons License Pensamentos Urbanos esta licenciado por Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil License. Todo conteudo pode ser copiado, desde que mencionado a fonte. Obrigado

De onde vem?

http://www.lojadascanecas.com.br/Parceiro.asp?CodParceiro=2108

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO