Translate

Translate to Arabic Translate to Bulgarian Translate to Simplified Chinese Translate to Traditional Chinese Translate to Croatian Translate to Czech Translate to Danish TTranslate to Dutch Translate to English Translate to Finnish Translate to French Translate to German Translate to Greek Translate to Hindi Translate to Italian Translate to Japanese Translate to Korean Translate to Norwegian Translate to Polish Translate to Portuguese Translate to Romanian Translate to Russian Translate to Spanish Translate to Swedish

Cursos on line

7.5.09

Estou levemente apagado.

Daniel estava me preparando para explicar o que houve, quando li sua pergunta. Daí decidi que nessa vou acabar fazendo um post voltado a algumas perguntas que podem surgir e aos comentários feitos.
Este ultimo mês as coisas estavam caindo numa monotonia cômoda e alguns fatores internos e externos fizeram com que tive-se que dar uma atenção maior para campos onde não estava olhando antes, neste meio tempo tive que resolver um pouquinho cada campo da vida, profissional, físico, familiar e pessoal. Então meus pensamentos se voltaram a outros lados não deixando lacunas de tempo para focar o lado criativo literário, sabe eu preferi resolver estes pontos que nescessitavam de pequenas mudanças e outros que tive que resolver porque infelizmente apareceram, por exemplo, minha pequena filha teve uma gripe um pouco mais forte tendo febre alta e uma tosse pesada, bom nestes dias eu acabei não dormindo, cuidando e velando o sono da pequena (sou meio assim com as pessoas que gosto, me dou a elas por inteiro quando precisam, principalmente esta pequena hehe.).
Obviamente sem dormir e trabalhando no horário comercial a mente não estava alinhada para escrever, ela melhorou depois de 7 dias, e a mudança do local onde ela fica enquanto eu e minha esposa trabalhamos teve que mudar no principio da gripe dela.
Mas a gripinha passou e adivinha a influenza da Lei de Murphy? Sim acabei gripado!
Nada que impedi-se que fosse a virada cultural e fazer uma pesquisa de campo para o conto “Madrugada e meia” o qual devido ao teu elogio meu caro, espero que continue me superando.
Aproveitando a menção ao conto “Madrugada e meia”( parte 1, parte 2, parte 3 ), Valeria minha amiga é um conto que retrata uma realidade, mas não é uma história real, que tenha acontecido comigo ou alguém que eu conheça.
Juntei um pouco do que vivi nas noites paulistanas e Brasil afora, com a imaginação de como poderia ser na visão de um personagem criado, nessas apareceu naturalmente outros personagens, e se alguém que eu conheça se identificar, pode ser que exista referência mas nada claro.
Eu lia quando crianças uma revista Chamada Chiclete com Banana, que retratava muito uma cidade suja, violenta e com valores exagerados, em quadrinhos e tiras que juntava nos anos 80 uma geração de cartunistas fantásticos, as feras são: Angeli, Glauco, Laerte e Luiz Ge.
E o cenário que eles retratam é a alma do conto, tem mais por ai, mas imagine que ainda a madrugada não terminou para alguns personagens e para o ultimo relatado nem chegou a começar, a morte dele é o fator gerador da situação inicial e o X da questão esta nas mãos da peça que falta.


Vamos ao exorcismo praticado pela seita de Pensadores Urbanos.


A religião o ópio do povo, aquela que faz o homem mover montanhas, marés, vidas, as suas próprias e a dos outros. Desde o ser humano começou a se organizar em sociedade e talvez até antes, imaginemos ao que foi atribuído o fogo, quando o homem começou a manipular o elemento. Mas quando o ser humano esta em sociedade, as crenças, a fé é poder político e organizacional, com influência direta na vida das pessoas.
Temos muitas espalhadas pelo mundo, todas com tuas características e todas influentes a individualidade de cada um pertencente a sua corrente.
Aqui no Brasil temos uma influência grande do catolicismo, mas temos também contato forte com as religiões africanas, algumas adaptadas e completamente brasileira, temos contato com religiões orientais, mediterrâneas e européias, claro que temos também as indígenas que seriam as religiões nativas do nosso Brasil e America Latina.
Religião não se discute, se conversa sobre, mesmo porque discussão um lado perde, e na conversa os dois ganham.
Como disse sobre a harmonia que a senhora cantava, com suas musicas em meio ao caos urbano, mostrou-me em atos que todos precisamos acreditar em algo, seja ele qual for e entrarmos em harmonia com todos os outros, mesmo acreditando no que decidimos a acreditar.

Meus caros amigos obrigado pela preocupação e por virem aqui ler as “besteiras” que escrevo, sou um chato critico pra c***te com o que postarei aqui então as vezes exagero nisso, mas espero que tenham gostado do que escrevo.
Um grande beijo a todas as meninas
Aos meus amigos um abraço
Atila City

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Obrigado por dividir conosco seus Pensamentos

De onde vem os Pensadores

Direitos Autorais

Creative Commons License Pensamentos Urbanos esta licenciado por Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil License. Todo conteudo pode ser copiado, desde que mencionado a fonte. Obrigado

De onde vem?

http://www.lojadascanecas.com.br/Parceiro.asp?CodParceiro=2108

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO