Translate

Translate to Arabic Translate to Bulgarian Translate to Simplified Chinese Translate to Traditional Chinese Translate to Croatian Translate to Czech Translate to Danish TTranslate to Dutch Translate to English Translate to Finnish Translate to French Translate to German Translate to Greek Translate to Hindi Translate to Italian Translate to Japanese Translate to Korean Translate to Norwegian Translate to Polish Translate to Portuguese Translate to Romanian Translate to Russian Translate to Spanish Translate to Swedish

Cursos on line

5.3.09

Cid 10




Uma mulher entra no consultório do Dr. Mendes, um advogado experiente com boa reputação e caro, ela uma mulher de meia idade, fragilizada pela perda da guarda para o marido.
Ela senta a cadeira de couro em frente de uma mesa bem organizada e com alguns bibelôs prateados que dava uma elegancia a mais para o lugar.
Passado alguns segundos de olhares mútuos entre ela e o Dr Mendes, ela começa em tom de choro a falar sem parar. Conta ao Dr. que teve depressão pós parto, que teve que fazer tratamento psiquiátrico e estava desempregada a 5 anos, que viera do norte ainda moça e que com pouco estudo e muito trabalho conseguiu conquistar algumas coisas, que o crápula do marido dela havia se separado para casar com uma mulher rica e pediu na justiça a guarda da filha quando ela ainda era muito pequena. Que não ficava com a menina sozinha, o pai havia contratado seguranças para a menina e uma das ordens expressas era para que a menina nunca ficasse sozinha com a mãe.
O discurso durou cerca de meia hora, de choro e dramas daquela mulher desesperada, até que o Dr. Mendes num estalar de dedos a surpreende com um sorriso aberto, e suas palavras de consolo foi que aceitaria o caso e que faria de tudo para conseguir reaver a guarda para a mãe.
Sua primeira ação foi ligar para um cliente que devia alguns favores e pediu um emprego para aquela mulher, conseguido o emprego ele pediu para que a mulher apresenta alguns documentos do psiquiatra alegando que ela tinha condições de cuidar e ter a guarda da filha.
Passaram 3 semanas e a mulher novamente aparece no consultório deixando com a secretária um envelope branco com assinatura do hospital psiquiátrico "Dionísio arrependido".
Dr. Mendes analisou o documento que que recebia a numeração de CID 10 29.9 da qual não se tinha detalhes nenhum, porém, alegava o documento que ela teria condições de cuidar dela e de terceiros. Dr. Mendes por sua experiência suspeitou daquele documento e para não ser pego de surpresa se pôs a pesquisar sobre aquele código. Enquanto abria seu LapTop pensou que a mulher era uma esquisofrênica e que neste caso suas chances de ganhar a causa seria diminuída, num breve momento de tensão ele fecha o LapTop se levanta coloca os documentos da mulher numa mesa pequena que ficava ao lado da mesa maior com as cadeiras, então decidiu ver o caso amanha.
No dia seguinte a primeira coisa que fez ao chegar no calor de ter escritório foi pedir para a secretária ligar para a mulher, e pediu para sua secretária tentar descobrir o que era enfim CID 10 29.9. Uma hora mais tarde a secretária entra em sua sala triste e pergunta se o Dr. Gostaria de marcar uma consulta com seu médico, a negativa veio embalada de gargalhadas e logo em seguida a pergunta:
- Senhorita eu pareço doente? porque marcar uma consulta?
e ela responde sem graça:
- Dr. Mendes sabe aquela coisa que me pediu para pesquisar? o tal do CID 10 29.9, então, o senhor tem isso? ou esta com medo de estar?
Neste momento Dr. Mendes expressa sua confusão com um olhar de Interrogação.
e a secretaria :
- Senhor me pediu para pesquisar sobre disfunção testicular!
Obviamente ele abandonou o caso, alegando para a cliente que não haveria chances dela ganhar a causa.

Apesar da brincadeira, uma coisa que me chama muita atenção hoje em São Paulo é a facilidade para se conseguir receitas médicas falsas, seja como uma desculpa para faltar no emprego, seja para comprar algum remédio controlado. Aqui pelo centro de São Paulo nos arredores da catedral da sé, um monte de gente vende receitas e atestados como se fosse uma barra de chocolate. É a pirataria da receita, alguém ai afim de um prozac? Diazepan? Ritalina? Artani?... só com Aspirina mesmo para aliviar a dor de cabeça que isso pode causar, imagine se um idiota resolve comprar algum remédio qualquer, como diriam alguns jovens dos anos 80 nada como o bom e velho Benflogim, que misturado com bebida liga até relógio. Ai o cara toma um, dois e nada, toma outro, nada ainda ai toma uma cerveja, da uma luz, toma mais um comprimido, MARIA MOLE garçom... outro bemflogim ... as coisas vão neste ritmo ai entra a manchete... Jovem morre de overdose em bar na zona central...
Não estou dizendo que todos irão morrer, por isso ou por aquilo, mas pode acontecer e isso é somente um dos riscos de comprar receitas e se auto medicar. Ta bom, você não comprou receita, comprou um atestado, menos mal né você pode até não morrer, porém, cuidado, imagina se sua mulher chega desesperada em casa com um atestado de CID 10 29.9 ... tome cuidado!
Os sintomas são:

* Irritabilidade

* Alterações da memória

* Ansiedade

* Depressão

* Insónia

* Redução do apetite sexual

* Falta de motivação

* Baixa auto-estima

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Obrigado por dividir conosco seus Pensamentos

De onde vem os Pensadores

Direitos Autorais

Creative Commons License Pensamentos Urbanos esta licenciado por Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil License. Todo conteudo pode ser copiado, desde que mencionado a fonte. Obrigado

De onde vem?

http://www.lojadascanecas.com.br/Parceiro.asp?CodParceiro=2108

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO