Translate

Translate to Arabic Translate to Bulgarian Translate to Simplified Chinese Translate to Traditional Chinese Translate to Croatian Translate to Czech Translate to Danish TTranslate to Dutch Translate to English Translate to Finnish Translate to French Translate to German Translate to Greek Translate to Hindi Translate to Italian Translate to Japanese Translate to Korean Translate to Norwegian Translate to Polish Translate to Portuguese Translate to Romanian Translate to Russian Translate to Spanish Translate to Swedish

Cursos on line

19.2.09

A ultima tragada do cigarro


Um tempo atrás li uma matéria que falava sobre mulheres que fumavam charutos, não lembro o nome da revista que li tal matéria, mas lembro que dizia algo sobre a sensualidade e o risco de fumar, a modelo fotográfica dizia que gostava da sensação de poder e supremacia que tinha a impressão ao ver suas fotos fumando, ela não era fumante mas esse era o impacto da imagem.
Nesta mesma época um amigo meu perdeu o pai com câncer no pulmão devido aos anos que passou fumando. Bom eu sou fumante e talvez até tenha uma visão um pouco mais critica sobre o tabagismo, mas ainda não consegui parar, talvez seja escrevendo sobre que tome maior consciência e de uma vez por todas pare com meu habito, meu vicio.
Este pai do meu amigo era uma figura no bairro onde moro, o cara vivia de bar em bar enchendo a cara, não fazia mal a uma mosca, mas sempre que o víamos ele estava bêbado e com um cigarro na boca. Era um senhor bem afeiçoado, moreno e se vangloriava por ter sido cabo do exercito e por ser corintiano. Todos os jogos que ele podia ele levava o filho até que veio a noticia do câncer e não demorou muito para que ele morrer, se não me engano foram 6 meses mais ou menos, eu era novo e minha concepção de tempo era um pouco diferente. mas lembro que ao ler a reportagem eu e este meu amigo comentamos sobre o pai dele.
Ele falou que o cigarro que acabou com o pai dele e de como foi difícil suportar a perda, sobre como foi ver seu pai doente, eu por outro lado estava fascinado com as palavras da modelo, em mim também causava essa sensação de poder e pela beleza da moça a sedução também marcava meus sentidos.
Os anos passaram e um dia eu com a "in"feliz ideia de que cigarro era legal, resolvi comprar um maço, fui na padaria e comprei alegando ser para minha mãe (ela não era fumante). Fui para para minha casa que estava vazia, todos tinham ido trabalhar e eu passaria a tarde toda sozinho.
Cabeça de moleque é um bicho muito estranho, chegando em casa acendi meu primeiro cigarro, puxava aquela fumaça densa e sobrava sem ao menos tragar, sentei-me na frente do espelho e repeti a cena por diversas vezes até que acabou o primeiro cigarro. O gosto ruim na boca não me impediu de acender outro, apenas acrescentei um copo de agua já que o amargo que ficava depois das baforadas era realmente muito estranho e naquela tarde eu fumei meu primeiro maço, sim fumei um maço inteiro em menos de 5 horas, tá tirando o fato de eu não ter tragado não muda o ato.
Finalzinho da tarde e minha mãe chega, eu até tentei esconder as 20 bitucas, mas não teve como, eu devido a falta de experiência joguei na privadas as guimbas que não desceram com a descarga. Situação inevitável mamãe entra no banheiro e o que ela acha?
Sim! Aquelas 20 miniaturas de cigarro. Ela nem pensou muito em brigar comigo, perguntou diversas vezes porque eu estava fumando, se eu queria morrer igualmente ao pai do meu amigo e eu quieto pensando em onde enfiar minha cara envergonhada. Ela gritou bastante, e também poderá eu tinha pouco mais de 11 anos e me mandou pro quarto.
Mas devido a falta de informação e nervosismo ela achou uma solução no mínimo maluca para que eu não fumasse novamente ela fez um chá com todas aquelas bitucas e me fez tomar aquele suco horrível.
Sem saber que nisso ela injetou uma quantidade enorme de nicotina no meu organismo, lembro bem que enquanto eu vomitava sem parar ela falava, viu como é gostoso fumar, isso é para aprender!
Algumas semanas realmente eu enjoava só de ver a fumaça do cigarro, porém, passando este período eu senti minha primeira crise de abstinência, lembro que estava na escola, na sala de aula e de repente me deu dor de cabeça, comecei a ficar nervoso, não conseguia controlar as pernas que pulavam desenfreadamente, até que resolvi sair da sala.
Este efeito durou algumas horas, até a hora do termino das aulas. Sai naquele dia como um foguete, chegando na rua no ponto de ônibus que tem perto da escola onde estudei eu vi um cigarro quase inteiro queimando em brasa e num impulso eu o peguei e dei minha primeira tragada. Aquela tragada talvez tenha sido a melhor tragada da minha vida, meu coração que estava acelerado começou a bater normalmente, a dor de cabeça sumia a cada milímetro de fumaça que saia de minha boca e minhas pernas novamente sobre controle puderam andar livremente.
Desde então sou um fumante, diria que moderado, claro que depende muito dos que acontece durante o dia (quando estou mais nervoso acabo fumando mais) ou quando estou com amigos tomando algum tipo de bebida alcoólica, cerveja, vinho. Tentei parar diversas vezes e com varias técnicas que encontrei neste meu caminho, mas nenhuma ainda surtiu efeito, já que a dependência psicológica do cigarro é muito forte.
Não aconselho ninguém a fumar, mesmo porque sei como fumante que o vicio é algo castrador e escravizador, eu diria aos que lêem este post e tenham vontade de fumar, para que procurem outras formas para satisfazer suas vontades, uma boa dica.. beijo na boca, procurem uma garota (o) legal e beijem na boca é a melhor forma de evitar começar a fumar. Lembrando que dos males causados pelo cigarro estão: o Cancer de boca, garganta e pulmão , paradas cardíacas, mau hálito, e a tão temida impotência sexual, (pode causar disfunção erétil e o estreitamento das artérias tanto penianas quanto corpo).
Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que 16% da população brasileira é fumante. A OMS também estima que em países desenvolvidos, 26% das mortes masculinas e 9% das mortes femininas podem ser atribuídas ao tabagismo. Desta forma, o tabagismo é uma importante causa de morte prematura em todo o mundo.
(fonte Wikipédia)



Agora uma grande questão é se eu resolver para de fumar, quem me apoia?
Temos um amigo na equipe dos Pensamentos Urbanos parando de Fumar que é o Narizinho e eu irei apoia-lo sempre que ele precisar, e sei que ele também se eu decidir parar, então tá feito deixe uma mensagem de apoio para o Narizinho e uma de incentivo para eu parar também.
Obrigado a todos vocês

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Obrigado por dividir conosco seus Pensamentos

De onde vem os Pensadores

Direitos Autorais

Creative Commons License Pensamentos Urbanos esta licenciado por Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil License. Todo conteudo pode ser copiado, desde que mencionado a fonte. Obrigado

De onde vem?

http://www.lojadascanecas.com.br/Parceiro.asp?CodParceiro=2108

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO